Quem é e o que faz a Embrião?

A Embrião é uma entidade localizada em Alvorada-RS, fundada em 25/12/2001, que realiza atividades no estado do Rio Grande do Sul com o projeto pedagógico: EducaAção EcoLógica com Xadrez nas Escolas. Já realizou oficinas em Alvorada, Balneário Pinhal, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Campo Bom, Candiota, Canguçu, Canoas, Dois Irmãos, Esteio, Gravataí, Guaíba, Harmonia, Nova Santa Rita, Parobé, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, São Leopoldo, Sapiranga e Viamão.

Em 2011, nos Jogos Nacionais do SESI - BA,
a ONG mostrou o projeto para empresários de todo o Brasil.

Tem como principal objetivo a educação ambiental de crianças e adolescentes e tem como ferramenta de trabalho o xadrez, incluindo assim de forma lúdica os seus alunos. A organização já foi reconhecida com prêmios como a Medalha João Saldanha (entregue à incentivadores de esportes); Reconhecimento Ambiental - Borboleta Azul (reconhecido pelo Governo do Estado através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente) e, por seis anos consecutivos, a Medalha de Responsabilidade Social (Assembléia Legislativa).

Trabalha em parceria com outras instituições e organizações para promover a conscientização e a inclusão. Um dos frutos dessas parcerias foi a bicicleta adaptada, chamada ODKV. Ela foi desenvolvida para deficientes visuais com o intuito de proporcionar a eles a sensação de andar de bicicleta. Desenvolveu também bicicletas especiais para Cadeirantes e Muletantes.

Também recolhe pilhas, baterias e outros lixos tecnológicos, assim como óleo de cozinha usado.

Para mais informações entre em contato por um dos meios citados abaixo:
Telefones:(51)3483-2914 ou (51)9986-7734
E-mails: ongembriao@gmail.com
ou ongembriao2010@gmail.com

Pesquise por matérias:

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Uma alternativa de renda para os jovens do Umbu.
Uma atividade de lazer e aprendizado no Programa de Prevenção a Violência.
Agenda do Programa de Prevenção da Violência em Alvorada, da ONG Embrião, da Escola Normélio Barcelos através do Programa PróJovem, compartilhando com os parceiros da rede PPV.
No último dia 15/07, junto com a Consultora Rosilara Freitas Cunha, que esteve participando de reunião do Comite municipal do PPV "Ciclo de conversas na Comunidade", realizada na própria Escola Normélio. Foi surgirido algumas propostas para incentivar, não só os alunos e crianças que participam das oficinas de xadrez ,mas a própria comunidade e as entidades que participam, ou seja, dando maior visibilidade as ações e buscando proporcionar apoio financeiro para sua manutenção e multiplicação.

Dentre as idéias levantadas, a de construir um tabuleiro gigante de xadrez fixo (concretado) no lado externo da quadra poliesportivado PPV no bairro Americana e outro na área ao lado da quadra coberta PPV na Escola Normélio. Com isso, a comunidade terá acesso a praticar uma atividade lúdica, aproveitando os finais de semana e horários em que as famílias frequentam esses espaços. Além da proposta visual que encantará a todos e ajudará na auto estima da comunidade. Para tanto, o Comite Municipal do PPV está buscando meios para viabilizar essa proposta. Um importante passo para o fortalecimento da rede PPV.

Cumpre ressaltar que o comite municipal do PPV de Alvorada está em sua 3ª edição do "Ciclo de conversas na Comunidade", onde o objetivo é realizar as plenárias mensais do Com. Mun. PPV cada mês no endereço de uma entidade integrante do PPV, aproximando com isso as áreas PPV e o dia a dia da comunidade.

A Oficina de Papietagem na Escola Municipal Normélio Barcelos, organizado pela Sociedade Cultural e Ambientalista Embrião ao grupo de alunos do ProJovem Urbano, pretende estimular a criatividade através da Arte, promovida através do jogo de xadrez.
Primeiro será a construção de peças gigantes de Xadrez, despertando pela terapia de conviver com a construção, fazendo sua peça com papel reciclado, valorizando o meio ambiente e estimulando valores humanos.
Segundo será a arte da dramatização, onde os alunos e alunas serão as próprias peças do jogo, despertando a auto confiança, convivência em grupo, desinibição, o raciocínio lógico e o preparo para vida.
Terceiro será as técnicas do jogo de xadrez, preparando professores para multiplicar oficinas nas comunidades.
O projeto desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação esta organizando grupos de 34 alunos para fazer o xadrez teatralizado na praça central. A proposta é fazer uma leitura histórica onde as peças sejam representantes de uma época, situação ou uma região do Brasil.
Os aprendem os movimentos das peças em inglês, estimulando o estudo do currículo do programa de educação do governo federal (PRO JOVEM).
Fotos Aqui